Os benefícios que o pré-natal pode trazer para a saúde da mãe e do bebê

Os benefícios que o pré-natal pode trazer para a saúde da mãe e do bebê

A descoberta da gravidez é um momento importante e único na vida de muitas mulheres. E os cuidados com a gestação, como o pré-natal, devem ser iniciados logo após a confirmação, para garantir a saúde da mãe e do bebê. Se você ainda não tem um médico obstetra para te acompanhar, conheça nossos profissionais, clicando aqui.

Por que o pré-natal é tão importante?

Durante a gestação, a mulher passa por muitas transformações físicas e emocionais. Portanto, mais do que garantir que mãe e bebê se mantenham saudáveis, o pré-natal é importante pois contribui para a preparação da mãe para o parto e para a amamentação.

Tanto a gestante quanto as pessoas que estão mais próximas dela precisam estar seguras sobre o processo que os espera com a chegada de um bebê, o que tornará o parto e o pós-parto muito mais tranquilo.

Nesse sentido, o pré-natal apresenta benefícios como:

  • Orientar e tratar alterações físicas decorrentes do processo da gravidez;
  • Preparar o casal para a maternidade, disponibilizando informações educativas sobre parto, amamentação, puerpério e cuidados com o bebê;
  • Informar sobre a nutrição adequada para mãe e bebê, além dos cuidados com sono, higiene, exercícios, vestuário, sexualidade e outros;
  • Tratar possíveis doenças já existentes e que possam interferir na qualidade da gravidez;
  • Prevenir, diagnosticar e tratar doenças comuns na gestação;
  • Dar orientação psicológica no enfrentamento dos desafios da maternidade.

Afinal, o que é pré-natal?

Pré-natal é o acompanhamento médico que deve ser realizado por toda e qualquer gestante, com o objetivo de prevenir, detectar e tratar precocemente possíveis doenças e/ou complicações na gestação, tanto maternas como fetais. O acompanhamento envolve a realização de exames, possibilitando que o bebê se desenvolva de maneira saudável e reduzindo os riscos para a saúde da mãe.

Uma gravidez tem duração média de quarenta semanas e, durante o pré-natal, as consultas e exames são realizados:

  •  Mensalmente, até a 32ª ou 33ª semana;
  •  Quinzenalmente, 32ª/33ª até a 37ª semana;
  •  Semanalmente, a partir da 38ª.

A partir daí, a gestante deve ser acompanhada pelo obstetra a cada dois ou três dias.

Principais exames realizados durante o pré-natal

Os principais exames clínicos solicitados pelos médicos durante o pré-natal, com o intuito de garantir a qualidade da gravidez e bem-estar da gestante e do bebê, são:

  • Glicemia;
  • Grupo sanguíneo e fator Rh;
  • Curva Glicêmica
  • Anti-HIV;
  • Exame para detectar a sífilis;
  • Exame para detectar a toxoplasmose;
  • Exame para detectar a rubéola;
  • Exame para detectar hepatite B;
  • Exame de urina e urocultura;
  • Ecografias;
  • Ecografias morfológicas.

Problemas comuns detectados no pré-natal

Exames realizados durante o pré-natal ajudam a detectar possíveis problemas que podem ocorrer durante a gestação, possibilitando o uso de recursos adequados para tratar e reduzir as chances de riscos para mãe e bebê.

Uma das intercorrências clínicas mais comuns durante a gestação é a anemia, e por isso os médicos indicam o uso de sulfato ferroso durante a gravidez.

Outro problema comum durante esse período é a infecção urinária. Dados apontam que de todas as gestantes, entre 2% e 10% apresentarão bacteriúria assintomática, o tipo de infecção que não apresenta sintomas e, pode evoluir para um tipo de infecção urinária mais agressiva e que exige internação hospitalar.

Hipertensão arterial também é uma intercorrência que acomete muitas mulheres durante a gravidez, presente em 10% das gestantes e, caso não tratada adequadamente, resulta em consequências graves, sendo a maior causa de óbito materno.

Outro problema bastante comum é o diabetes gestacional.  O DMG é o problema metabólico mais comum detectado no pré-natal, atinge uma prevalência entre 3 a 25% das gestantes.

No Brasil, 12% dos nascimentos no país acontecem antes da gestação completar 37 semanas, o dobro do índice de países europeus. O pré-natal é essencial durante a gravidez, uma gestante que conta com um acompanhamento médico poderá prevenir, diagnosticar precocemente e tratar problemas de maneira mais segura e fácil, garantindo qualidade durante toda a gestação, um parto tranquilo e um bebê saudável.

Para saber mais sobre esse e outros assuntos relacionados à saúde em geral, acesse o nosso blog!

E fique atenta, se acabou de descobrir a gravidez já procure um médico de confiança para iniciar seu pré-natal. Para facilitar, disponibilizamos nosso agendamento online para escolher o melhor dia e horário para sua primeira consulta. Se já está sendo acompanhada, continue seguindo as recomendações médicas. 

Agora, que tal começar a planejar o local de nascimento do bebê? Conheça a nossa maternidade e se prepare para esse momento tão especial.

Agora você já sabe as ações práticas para lidar com algumas situações de emergência

Lembre-se que essas ações imediatas não substituem o atendimento médico. Diante de qualquer uma dessas situações venha ao hospital o quanto antes. O Hospital Anchieta está à disposição com o pronto-socorro 24h para recebê-lo. Se quiser saber mais informações, entre em contato com a gente!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário