Lesão por Esforço Repetitivo-dor-no-pulso

LER: O que é Lesão por Esforço Repetitivo?

Quando se fala em Lesão por Esforço Repetitivo, dá-se a impressão de que a Lesão por Esforço Repetitivo é uma doença. Porém, na verdade, não é bem assim. As Lesões por Esforço Repetitivo compreendem várias doenças do sistema músculo-esquelético cujas principais causas estão relacionadas a movimentos repetitivos que desgastam, lesionam e causam danos a diversos tecidos do corpo.

As doenças mais comuns causadas por esforço repetitivo são sinovite, tendinite e tenossinovite (também chamada de síndrome do túnel do carpo).

Outras lesões relacionadas aos esforços repetitivos são:

• Ferimentos nos dedos e na mão com
ou sem complicações;
• Fratura das falanges;
• Lumbago, entre outras.

Nos próximos itens iremos falar um pouco mais detalhadamente sobre cada um destes principais problemas. A maioria das lesões por esforço repetitivo é causada à medida que a pessoa faz esforços repetitivos, vibrações, compressões ou movimentos que exercitam excessivamente uma única região muscular – quase sempre no trabalho.

É por este motivo que as LER também são chamadas de DORT (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho), o que também gera uma série de implicações para empregados e empregadores quando um funcionário é diagnosticado com uma lesão dessa natureza.

A LER não é um problema novo, e ela foi se modificando conforme as atividades profissionais também se transformaram. Hoje são muito mais comuns lesões relacionadas à digitação do que à escrita, por exemplo. Lesões causadas pela lavagem manual de roupas já são quase inexistentes, mas foram substituídas por lesões nas mãos e braços de quem precisa trocar marchas em um veículo por várias horas ao dia.

Os seis ramos mais com maior incidência de Lesão por Esforço Repetitivo

Os ramos profissionais com a maior incidência de funcionários diagnosticados com Lesões por Esforços Repetitivos são:

  • Comércio
  • Bancários
  • Confecções e Têxtil
  • Indústrias Químicas e de plástico
  • Serviços em geral
  • Empresas do ramo de TI 

    Nestes ramos, os movimentos que mais causam LER estão relacionados a contagem de cédulas de dinheiro; esforços físicos com cabos, chaves e máquinas; digitação e uso de mouse; operação de máquinas de costura e outros equipamentos fabris.

As 4 doenças relacionadas às Lesões por Esforço Repetitivo

Sinovite

Sobre as articulações do corpo existe uma fina pele chamada de membrana sinovial. A realização contínua de esforços repetitivos pode causar uma inflamação nesta membrana. A este processo inflamatório se dá o nome de sinovite.

Tendinite

É a inflamação de um tendão, que pode ser causada tanto por esforço repetitivo, como por infecções, neuropatias, processos degenerativos, doenças metabólicas e falhas imunológicas.

Tenossinovite

Quando uma sinovite acontece associada a uma inflamação da bainha do tendão correspondente, o paciente tem a chamada Tenossinovite. Inflamações como essa são bastante comuns nos ombros, mãos, joelhos, pés e cotovelos.

Lumbago

O termo lumbago não se refere exatamente a uma doença, mas sim, às dores lombares que podem acometer um paciente. A operação repetitiva de máquinas, além de danificar os músculos diretamente ligados à atividade, também pode causar danos à coluna, levando o paciente a sentir dores lombares. A postura inadequada durante o trabalho também impacta neste problema.

Se você quer saber mais sobre LER…

Se você sente dores frequentes, principalmente relacionada a movimentos repetitivos, você pode sofrer de Lesão por Esforço Repetitivo. Se quiser se aprofundar mais neste assunto, nós recomendamos a leitura do nosso e-book LER: Como identificar, tratar e prevenir.  O e-book é gratuito e completo sobre tudo que você precisa saber sobre lesões por esforço repetitivo.

Outro material que pode ser interessante para você é: LER: principais sintomas e tratamentos

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário