Especialistas explicam o que é bom para curar ressaca rápido

Saiba como evitar e contornar os efeitos que o abuso do álcool pode gerar no organismo

Nada melhor do que uma Quarta-feira de Cinzas para descobrir o que é bom para curar ressaca rápido. Por causa da pandemia de Covid-19, o carnaval desse ano pode até não ter sido tão agitado assim. A falta de bloquinhos e desfiles para conter o avanço do coronavírus descaracterizou um pouco o feriado. No entanto, mesmo assim, é normal que muitas pessoas tenham exagerado no consumo de álcool nos últimos dias.

E se você quer saber o que é bom para curar ressaca rápido, é sinal de que os efeitos do abuso do álcool estão acabando com o seu dia. Dor de cabeça, corpo enfraquecido, enjoo, náuseas e aquele gosto amargo na boca são sintomas de que o dia anterior passou um pouquinho dos limites que o seu organismo aguentaria.

Entenda o problema

Tudo isso acontece por causa de uma espécie de intoxicação que o álcool provoca no corpo de quem o ingere. “A ressaca se caracteriza como um conjunto de sintomas físicos e mentais que surgem por conta do consumo excessivo de bebidas alcoólicas, levando a um processo de desidratação e aumentando a atividade do fígado para eliminar o excesso de álcool do sangue, além de alterar o sistema nervoso devido à hipoglicemia induzida pelos altos níveis de álcool circulantes”, esclarece a Dra. Patrícia Maira Costa, Clínica Geral do Hospital Anchieta de Brasília.

“O álcool é diurético. Por isso que quando a pessoa o ingere faz muito xixi, fica rapidamente desidratada e aumenta a concentração de álcool no sangue. Assim, é importante beber um copo de água para cada copo de bebida alcoólica, para evitar os sintomas da ressaca”, completa a nutricionista e professora do Centro Universitário de Brasília (CEUB), Camila Lima.

Como curar ressaca rápido

Dessa maneira, com o auxílio de Camila e Patrícia, montamos uma espécie de tutorial sobre o que é bom para curar ressaca rápido. Confira:

  1. Ficar em repouso;
  2. Tomar muita água e se hidratar;
  3. Ter uma alimentação mais leve, com frutas, legumes e verduras. Brócolis e banana são ótimas opções;
  4. Beber suco de fruta;
  5. Apostar em um café bem forte;
  6. Dependendo dos sintomas, usar remédios para enjoo ou dor;
  7. Evitar o uso de anti-inflamatórios que irritam a mucosa do estômago;
  8. Não tomar paracetamol, pois ele pode dar toxicidade ao fígado.

Evite os sintomas

Uma frase típica de quem está sofrendo com os sintomas de ressaca é a seguinte: “nunca mais eu vou beber”. No entanto, raramente as pessoas cumprem essa promessa. E se você gosta de sair com seus amigos, tomar uma cervejinha, uma taça de vinho ou qualquer outra bebida alcoólica para relaxar e confraternizar, não há problema nenhum. Claro, desde que tudo seja feito com responsabilidade e moderação.

E para quem não quiser sofrer com os efeitos da ressaca, também existem algumas boas dicas para seguir durante a farra. Confira:

  • Beber menos;
  • Comer antes para estar com o estômago cheio;
  • Tomar muita água;
  • A cada dose de destilado ou a cada copo de chopp você toma um copo de líquido de suco para evitar a desidratação;
  • Lembrar de sempre comer alguma coisa junto com a ingestão de bebida alcoólica, os famosos petiscos.

Link da Matéria: Clique Aqui

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário