De janeiro a novembro de 2018, o Distrito Federal registrou 4,2 mil casos de gravidez entre jovens de 10 a 19 anos. Para especialistas, promover diálogos sobre educação sexual com crianças e adolescentes e abordar o tema nas escolas são ações cruciais para ensiná-los a se protegerem, além de evitar gestações precoces. Em entrevista ao Correio Brazilienze, a hebiatra (especialista em saúde de adolescentes) do Hospital Anchieta, Dra. Denise Campos, explica que os pais devem estar à disposição para tratar de temas como a sexualidade. Veja a seguir: