A fala é um processo complexo, envolve tanto os movimentos da boca quanto as vibrações das cordas vocais. Se sofre alguma lesão em uma dessas áreas, uma pessoa pode perder a capacidade de falar. Tomando como base esse problema, pesquisadores da Universidade de Tsinghua, na China, desenvolveram um dispositivo que, preso ao corpo do usuário, pode transformar os movimentos da garganta em sons. Em entrevista ao Correio Braziliense, a otorrinolaringologista do Hospital Anchieta, Dra. Larissa Vilela, explica como funcionará a tecnologia.