cirurgia de hérnia abdominal

Como é Cirurgia para a Correção da Hérnia da Parede Abdominal?

A cirurgia de hérnia abdominal é a única forma de tratar casos de hérnias da parede abdominal, uma doença muito comum, apesar de muita gente desconhecer o que ela é de fato. 

Mas, como é feita essa cirurgia? É sobre isso que vamos falar nesta matéria.

Se você tem dúvidas sobre hérnia de parede abdominal, aconselhamos a leitura: Hérnia da Parede abdominal: fatos que você precisa saber!

Como é feita a cirurgia para a correção da hérnia da parede abdominal?

Quando a decisão da cirurgia estiver tomada, é importante entender o que será feito.

Antigamente, a cirurgia envolvia um corte em cima do local onde estava a hérnia e o tecido era suturado, isto é, costurado diretamente com um fio especial. Com o passar do tempo, porém, era comum que movimentos na região causassem um rasgo novamente nos tecidos e a hérnia voltasse.

Para diminuir as chances do retorno da hérnia, chamada de hérnia recidivada, começou-se a adotar o uso de telas especiais (parecidos com redes de nylon) para que o defeito da hérnia fosse coberto por essas próteses. Assim, o reparo das hérnias foi revolucionado, pois não havia mais tensão nos tecidos e a tela faria o papel do tecido sadio, reforçando-o após a cicatrização.

Atualmente a cirurgia pode ser feita de duas formas. Uma delas é feita com anestesia raquidiana (um bloqueio dos nervos) combinado com uma incisão na virilha ou no abdome com a colocação das telas especiais, para que haja o fechamento do defeito e o reforço dos tecidos.

Outro método é utilizando a laparoscopia. Através dessa técnica, o cirurgião faz pequenos furos no abdome utilizando câmeras e pinças especiais, por onde ele consegue fechar os defeitos das hérnias e colocar telas especiais por dentro do abdome. Essa técnica é feita com anestesia geral.

As vantagens da laparoscopia são:

  •     Melhor aspecto estético
  •     Menor dor pós-operatória
  •     Recuperação mais rápido
  •     Possibilidade de se corrigir mais de um defeito com a mesma incisão

A escolha entre um ou outro método pode variar de acordo com o tamanho da hérnia e de fatores do paciente. De toda forma, a decisão entre qual técnica utilizar vai ser sempre compartilhada entre o cirurgião e o paciente.

Como é a recuperação da cirurgia de hérnia abdominal?

Após a cirurgia, pode haver um edema localizado e dor ao redor da área operada que vai diminuindo com o passar dos dias, isso varia de acordo com a técnica utilizada. Fique tranquilo, a intensidade da dor costuma ser leve.

Qualquer sinal como vermelhidão, febre, calafrios ou drenagem de secreções diferentes devem ser comunicados imediatamente ao cirurgião, pois são considerados sinais de alerta.

Na recuperação pós-cirúrgica, é recomendada uma dieta mais laxante e o consumo abundante de água e líquidos para que o intestino funcione sem esforço.

Indica-se também um repouso relativo por algo em torno de 10 dias para a cirurgia laparoscópica e em torno de 30 dias para a cirurgia aberta até o retorno às atividades de rotina.

Quais as complicações que podem ocorrer com as hérnias quando não operadas?

Quando não operadas, as hérnias tendem a aumentar com o passar do tempo. Isso por si só já leva a transtornos estéticos e desconforto no local da hérnia.

No entanto, quando órgãos abdominais como as alças de intestino ficam presas no orifício da hérnia, pode haver complicações mais sérias como a obstrução da passagem dos líquidos das alças e perfuração intestinal pela pressão da hérnia sobre os intestinos. Nestes casos, a cirurgia fica maior e mais complexa, pois além da correção da hérnia pode ser necessário ressecção de outro órgão, como por exemplo o intestino.  Por isso, é tão importante a cirurgia.

Essas condições são muito graves e podem demandar cirurgias de urgência que são bem mais complicadas de se realizar. Em casos mais graves, os encarceramentos e estrangulamentos das hérnias podem levar à infecção generalizada (sepse) e, em casos mais graves, ao óbito. Portanto, assim que tiver o diagnóstico de hérnia, agende sua correção o quanto antes.

Lembramos que: toda cirurgia deve ser realizada após consulta médica.

O que fazer enquanto espero pela cirurgia de correção da hérnia inguinal?

 Se possível siga as seguintes recomendações: 

  • Perca peso
  • Pare de fumar
  • Evite levantar peso excessivo
  • Consuma fibras alimentares e beba muito líquido
  • Caso haja sintomas urinários como urinar muito à noite ou jato urinário fraco, procure um urologista.

– Exercícios aeróbicos como caminhada se não houver dor (melhorar pulmão e ajuda na perda de peso)

– Controle adequado de comorbidades como o Diabetes

Quais informações são importantes de serem levadas para a consulta com o cirurgião?

  • Tempo de aparecimento do caroço
  • Se já operou a hérnia alguma vez
  • Se já realizou alguma cirurgia abdominal
  • Se você fuma, por quanto tempo?
  • Se o intestino é preso
  • Se possui queixas urinárias
  • Se faz atividades de levantamento de muito peso.

Por que o Hospital Anchieta Taguatinga está preparado para tratar da sua hérnia?

O Hospital Anchieta possui uma estrutura de excelência para o tratamento da hérnia abdominal, pois possui a melhor tecnologia em termos de cirurgia minimamente invasiva, com imagens em alta definição e equipamentos cirúrgicos de última geração.

 Além disso, contamos com uma equipe de especialistas em cirurgia geral e do aparelho digestivo que podem realizar a cirurgia de hérnia com expertise e segurança.

 Equipe de especialistas em hérnia da parede abdominal do Hospital Anchieta: Dr. Pedro Pinheiro, Dr. Manoel Luiz Neto, Dr. Cesar De Fazzio, Dr. Marcos Vinícius, Dr. Fernando Rios, Dra. Thaisa Peixoto e Dr. Wander Carvalho. 

Você pode agendar sua consulta com eles direto pelo nosso site, clicando aqui.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário