A crise convulsiva é uma atividade elétrica anormal no cérebro, pode ser em um conjunto específico, numa região mais focal ou uma atividade elétrica generalizada causada por algum processo irritativo naquela área, às vezes uma lesão localizada ou uma alteração metabólica.

Em entrevista para a Rádio Nova Aliança, a neurologista da NeuroAnchieta, Dra. Keila Rejane Ferreira Galvão, explica as diferenças entre as crises convulsivas, como reagir ao se deparar com alguém tendo uma convulsão e os tratamentos que podem ser realizados.